Artigo

Críticos de Los Angeles escolheram: "Chama-me Pelo Teu Nome" é o filme do ano

Filme com Armie Hammer e Timothée Chalamet acumulou três prémios, confirmando ser um dos títulos fortes da temporada.

"Chama-me Pelo Teu Nome" foi o melhor filme de 2017 para a Associação de Críticos de Los Angeles (LAFCA), que é, a par da de Nova Iorque, uma das mais importantes dos EUA.

O filme sobre a história do primeiro amor  de um jovem de 17 anos por outro mais velho, durante um verão inebriante em Itália, reforça assim o estatuto como um dos títulos incontornáveis desta temporada de prémios, ainda que nos 42 anos da história da associação, apenas por nove vezes as suas escolhas tenham coincidido com o principal Óscar.

Tal como aconteceu com os críticos de Nova Iorque, também Timothée Chalamet, repetiu o prémio de Melhor Ator por "Chama-me Pelo Teu Nome" e aqui a estatística é mais favorável: os Óscares seguiram a mesma decisão em 12 das 13 vezes em que as duas organizações fizeram a mesma escolha, só falhando quando preferiram Daniel Day-Lewis por "Gangs de Nova Iorque" em 2002 e a Academia surpreendentemente optou por Adrien Brody por "O Pianista".

Ainda pelo mesmo filme, que estreia a 18 de janeiro em Portugal, Luca Guadagnino também foi distinguido como realizador, prémio partilhado com Guillermo del Toro por "The Shape of Water".

Ver artigo completo

Comentários