Artigo

Aberto processo de legalização das festas de fim do ano

O director do Gabinete Provincial da Cultura, Juventude e Desportos do Bengo, Alexandre José da Costa, exortou, esta quarta-feira, na cidade de Caxito, os promotores de festas de réveillon a legalizarem os seus eventos sob pena de verem o baile interdito.

Viana do Castelo, fogo de artifício.

créditos: Pixabay | titosoft

Em declarações à Angop, Alexandre José da Costa, anunciou que as inscrições para a legalização das festas de fim de ano começaram neste dia 27 de Dezembro, com término previsto para o dia 30 do corrente mês.

Apelou as famílias e, em particular, aos jovens a manterem as boas normas de convivência durante as festas do fim do ano.

Alexandre José da Costa disse que os jovens, sendo a força motriz da sociedade, são os promotores dos eventos, por isso devem festejar com espírito de paz e harmonia para o bem-estar de todos.

Pediu as pessoas a denunciarem os indivíduos ou grupos que durante as festividades cometerem actos que perturbem a ordem e a tranquilidade pública.

Comentários