Artigo

Escritor Lopito Feijó lança "Imprescindível doutrina contra" em Maputo

O poeta, ensaísta e crítico literário angolano Lopito Feijó tem previsto para o dia 12 deste mês a apresentação da sua mais recente obra de poesia intitulada "Imprescindível Doutrina Contra", em Maputo, capital moçambicana.

A sessão de lançamento da obra terá lugar no Centro Cultural Camões afecto à Embaixada de Portugal, em Maputo, vai contar com a apresentação do Escritor moçambicano Ungulani Ba Ka Khosa (pseudónimo de Francisco Esaú Cossa).

A obra de poesia “Imprescindível Doutrina Contra” foi já lançada em Angola no dia 16 de Agosto último.

A publicação da obra “Imprescindível Doutrina Contra” assinala os 35 anos de carreira literária do autor Lopito Feijó que reuniu versos doutrinários, que reafirmam a visão de uma vida de que existe uma doutrina poética.

Trata-se de uma obra poética produzida pela editora luso-cabo verdiana Rosa de Porcelana, que faz distribuição para os países falantes de língua portuguesa em África e no mundo.

Para além do lançamento da obra, Lopito Feijó vai ainda participar na Feira Internacional do Livro de Maputo que inicia no dia 6, no jardim Tunduru, a cargo do Conselho Municipal da cidade de Maputo e no dia 8 vai falar sobre literatura na Universidade Pedagógica.

Lopito Feijó é um dos nomes internacionalmente mais conhecidos da literatura e da poesia angolana.

João André da Silva Feijó “Lopito Feijó” nasceu a 29 de Setembro de 1963, em Malanje.

Em 1985 publicou o seu primeiro livro de poemas “Entre o Ecrã e o Esperma” que, fruto de grande aceitação por parte dos meios literários, recebeu uma "Menção Honrosa" no concurso de literatura "Camarada Presidente", promovido pelo Instituto Nacional do Livro e do Disco (INALD).

Bibliografia

Doutrina (poesia, UEA,1987);

Meditando (ensaio e crítica, 1994).

Rosa Cor de Rosa, Corpo-a-Corpo (plaquetes de poesia, 1987);

No Caminho Doloroso das Coisas — Antologia de Jovens Poetas Angolanos (UEA 1988);

Cartas de Amor (UEA, poesia, 1990);

Comentários