Artigo

Rapper DMX declara-se culpado por fraude fiscal e pode ser condenado a até 40 anos de prisão

O rapper americano DMX declarou-se culpado de fraude fiscal esta quinta-feira a um juiz federal em Manhattan, ao reconhecer ter ocultado as suas receitas das autoridades para evitar pagar 1,7 milhão de dólares em impostos.

No contexto de um acordo com o Ministério Público, o cantor comprometeu-se a pagar essa quantia, segundo um comunicado do procurador federal de Manhattan, Joon Kim.

DMX, cujo nome real é Earl Simmons e tem 46 anos, escapa assim a um julgamento, mas arrisca-se a uma possível condenação de cinco anos de prisão. A sua sentença será anunciada em março de 2018.

Com 14 acusações, o artista poderá ser condenado a até 40 anos de prisão.

DMX ganhou fama no final dos anos 1990 e, entre 1998 e 2003, cinco dos seus álbuns estiveram no top das listas de vendas nos Estados Unidos, especialmente "It's Dark and Hell is Hot".

Artigo do parceiro

SAPO Mag / AFP

Comentários