Artigo

Kudurista Nacobeta deixa esposa e três filhos

O Ministério da Cultura manifestou-se hoje consternado com a morte do músico angolano Edson Guedes Fernandes “Nacobeta”, vítima de doença

Numa nota chegada à Angop, o órgão que rege a cultura no país, apontou Nacobeta como um artista que contribuiu significativamente para o desenvolvimento do género Kuduro

O documento realça ainda o empenho do artista no princípio dos anos 2000, período em que começou a se notabilizar no “music hall nacional”.

“Nesta hora de dor, o colectivo de trabalhadores do Ministério da Cultura endereça a família enlutada os mais sentidos sentimentos de pesar”, acrescentou.

Por sua vez, a promotora de espectáculos Nova Energia, numa nota, considerou Nacobeta um dos principais pilares do Kuduro, referindo que o tema “Wakimono” é um dos maiores hinos neste género musical.

“Perdemos um dos maiores talentos no Kuduro. No entanto, os seus temas, muito dançados, ficarão eternamente”, referiu a empresa organizadora do evento musical “Show do Mês”.

Com uma carreira artística de mais de 10 anos, o cantor fez sucesso no mercado kudurista na companhia de Puto Português, com quem produziu e publicou vários temas, entre os quais “Wakimono”, “Bababa” e “Mata Cobra”.

Nacobeta que faleceu na manhã de ontem, 4 de Setembro, o mesmo deixou viúva e três filhos.

Comentários