Artigo

‘Vai Aquecer’: The Groove, Mauro Pastrana e KS Drums no SAPO em primeira mão

A temporada em Portugal trouxe várias novidades e, hoje, é conhecida mais uma. O vídeo da música ‘Vai Aquecer’, um trabalho que uniu os The Groove, KS Drums e Mauro Pastrana, é lançado em exclusivo no SAPO.

Gravado numa discoteca, em Lisboa, o vídeo acabou por ser um trabalho descomplicado, mas que presta o devido tributo ao ritmo e ao nome da música.

“Tivemos a ideia de fazer o vídeo do ‘Vai Aquecer’ na discoteca Dock’s, porque realmente a música quer dizer que vai haver festa. Foi um vídeo simples de fazer. A casa estava cheia e com vários convidados nossos. Avisámos as pessoas que naquele dia ia ser gravado um clip e foi só captar a energia das pessoas”, conta Mids.

Quem também aqueceu a noite foi Titica, que emprestou a sua beleza e sensualidade ao trabalho.

É precisamente a energia e o entusiasmo do público que vemos neste videoclip que incentiva a dupla a fazer mais e melhora, confessa Mids. “Quem faz por amor quer sentir a energia do povo. A verdadeira felicidade não é receber um milhão de euros, mas sim perceber que quem está à tua frente está feliz com o que estás a cantar. Não significa que o valor não seja importante, claro, todo o mundo gosta, mas sabe melhor que o dinheiro.”

O DJ e produtor Mastiksoul é um dos que reconhecem a dedicação de Mids e Fábio Dance. “Recebemos o convite para gravar com o Mastiksoul, o que é sempre um motivo de orgulho por ser um DJ e produtor com um grande nome. Ele já nos enviou um bocadinho do beat e estamos muito entusiasmados”, conta Fábio.

Na agenda está ainda a gravação do clip da música “Colada a Mim”, com a cantora Vaniny Alves, com origens em Moçambique e Brasil. Este tema marca uma aproximação aos ritmos do funk e tem sido bem recebido pelo público nas apresentações ao vivo.

Hélio Baiano e Preto Show também estão do roadmap. “Fazermos colaborações com o Preto Show e o Hélio Baiano é algo que temos em mente. O Hélio vai lançar um EP como DJ e fez a proposta aos The Groove e ao Preto Show para trabalharem com ele. Só não fizemos isso ainda por causa do trabalho, mas vai acontecer”, promete Mids.

A calma e ponderação de Mids juntam-se à impulsividade e criatividade de Fábio Dance. Duas formas bem diferentes de trabalhar, mas com resultados positivos. “O Mids é muito mais calculista no trabalho. Eu sou mais impulsivo e não penso tanto.”, confessa Fábio. “Às vezes ele é muito impulsivo. Mas há coisas que temos de ter calma, sendo que recebemos várias propostas e contratos e que temos de analisar bem antes de aceitar. É mais nesse tipo de coisas que temos que ter calma. Gerir uma carreira é uma coisa complicada.”, explica Mids, mostrando mais uma vez que são duas peças num puzzle que encaixa na perfeição.

Para que possam dedicar-se exclusivamente à música e à dança, contam com a Hadja Models para tratar de tudo o resto, em Angola.

Comentários