Artigo

A macabra história do assassinato de uma freira que se tornou o novo sucesso da Netflix

Uma série documental sobre o misterioso assassinato de uma jovem freira ocorrido há meio século é uma das novas apostas da Netflix, comprovando a atual popularidade das histórias de crimes reais ocorridos nos Estados Unidos.

créditos: SAPO Mag

Lançada no último mês e já disponível no Brasil, "The Keepers" acompanha uma investigação cheia de suspense sobre um crime ocorrido em 1969. As pessoas com alguma informação sobre o caso são idosas, e muitas já faleceram.

A irmã Cathy, a freira assassinada, tinha 26 anos quando morreu, lecionava numa escola para meninas, na época chamada de Archbishop Keough High School, e era muito querida pelas suas alunas.

A escola escondia, porém, um lado tenebroso.

Com o suposto conhecimento da Arquidiocese de Baltimore, o capelão da escola, o irmão Joseph Maskell, seria um pedófilo que dominava as suas vítimas psicologicamente.

Maskell sempre rebateu e negou tais suspeitas e morreu em 2001 sem nunca ter sido formalmente acusado.

A Polícia reabriu a investigação sobre o assunto, ciente da popularidade da série.

Os restos mortais de Maskell foram exumados para a realização de testes de ADN, em busca de uma possível relação com a morte da irmã Cathy. Após os resultados, nada foi comprovado.

Comentários