É o mais célebre e influente de todos os críticos de cinema norte-americanos e a sua lista anual é um acontecimento sempre aguardado no arranque da temporada de prémios.
Roger Ebert ordenou no seu blogue do «Chicago Sun-Times», por ordem de preferência, os dez filmes que considera os melhores de 2010, seguindo-se uma série de menções honrosas por ordem alfabética.

Eis o Top 10 de 2010 de Roger Ebert:

1.
«A Rede Social», de
David Fincher

2. «The King's Speech», de
Tom Hooper

3.
«O Cisne Negro», de
Darren Aronofsky

4.
«Eu Sou o Amor», de
Luca Guadagnino

5. «Winter's Bone», de
Debra Granik

6.
«A Origem», de
Christopher Nolan

7.
«O Segredo dos seus Olhos», de
Juan José Campanella

8.
«O Americano», de
Anton Corbijn

9.
«Os Miúdos Estão Bem», de
Lisa Cholodenko

10.
«O Escritor Fantasma», de
Roman Polanski

Prémios especiais (por ordem alfabética dos títulos originais):

-
«127 Horas», de
Danny Boyle

- «Another Year», de
Mike Leigh

-
«Somewhere», de
Sofia Coppola

-
«All Good Things», de
Andrew Jarecki

- «Carlos», de
Olivier Assayas

-
«O Preço da Traição», de
Atom Egoyan

-
«Greenberg», de
Noah Baumbach

-
«Hereafter - Outra Vida», de
Clint Eastwood

-
«Monsters», de
Gareth Edwards

-
«Nunca me Deixes», de
Mark Romanek

- «Rabbit Hole», de
John Cameron Mitchell

- «Secretariat», de
Randall Wallace

-
«O Eterno Solteirão», de
Brian Koppelman e
David Levien

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.