Danny Boyle vai ser o realizador do 25º filme da saga James Bond e a rodagem do que será a despedida em beleza de Daniel Craig começa a 3 de dezembro.

O argumento é de John Hodge, colaborador habitual do realizador premiado pelos Óscares com "Quem Quer Ser Bilionário?".

O anúncio foi feito esta manhã pelos produtores, que acrescentaram que a MGM e a Universal terão os direitos de distribuição a nível mundial, substituindo a Sony.

Anteriormente já tinha sido anunciado que o filme, ainda sem título, chega aos cinemas britânicos a 25 de outubro de 2019 e entre uma a duas semanas mais tarde ao resto do mundo.

Há vários meses que se dizia em Hollywood que Danny Boyle era uma prioridade e também se sabia que este tinha o sonho de dirigir um dos filmes sobre o agente secreto com licença para matar após ter estado na lista de preferências tanto para "007 Skyfall" (2012) como "007 Spectre" (2015), que acabaram por ser feitos por Sam Mendes (outro vencedor do Óscar).

Além dos Óscares de "Quem Quer Ser Bilionário?", no currículo de Danny Boyle estão ainda filmes emblemáticos do cinema britânico dos últimos 20 anos como "Pequenos Crimes Entre Amigos" (1994), "Trainspotting" (1996) e "28 Dias Depois" (2002), além de "127 Horas" (2010) e "Steve Jobs" (2015).

Tudo terá começado com uma ideia específica do realizador para um filme 007 que foi bem acolhida pelo estúdio MGM e os produtores, que pediram para ser desenvolvida pelo argumentista John Hodge, colaborador que escreveu "Trainspotting" e a sequela, bem como "Pequenos Crimes Entre Amigos", "Vidas Diferentes" e "A Praia".

Danny Boyle já teve uma experiência no mundo do espião mais famoso do mundo: dirigiu o elogiado segmento especial apresentado durante a cerimónia dos Jogos Olímpicos de Londres de 2012 em que o atual 007 se encontrava com a Rainha Isabel II no Palácio de Buckingham.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.