O The Hollywood Reporter (THR) revela que a morte de Chadwick Boseman na sexta-feira (28), aos 43 anos, de cancro de cólon, não surpreendeu apenas os fãs por todo o mundo, mas também a equipa de "Black Panther", o estúdio Marvel e Hollywood.

Segundo a publicação especializada, Kevin Feige, presidente dos estúdios Marvel, terá recebido um email urgente sobre o ator no próprio dia, mas só leu uma hora mais tarde, quando já tinha morrido, "deixando em choque a Disney e o muito unido Universo Cinematográfico Marvel".

Fora do núcleo familiar apenas sabiam da doença com que lutava há quatro anos, com diferentes graus de informação sobre a gravidade, o sócio da sua produtora Logan Coles; o agente de muitos anos Michael Greene; o treinador pessoal Addison Henderson; e Brian Helgeland, realizador de "42", o filme sobre a lenda do desporto Jackie Robinson que o catapultou para a fama.

Segundo uma fonte próxima de Boseman, o ator estava convencido até uma semana antes da morte que ia conseguir vencer o cancro e ganhar o peso que tinha perdido a tempo de fazer a sequela de "Black Panther", prevista para chegar aos cinemas em maio de 2022.

O início da sua preparação estava marcado para setembro, com a rodagem prevista para março de 2021.

Apesar de muitos terem ficado a pensar como é que conseguiu manter o segredo enquando fazia "Black Panther" em 2017, com um orçamento de 200 milhões de dólares, um advogado especializado no planeamente financeiro de filmes disse ao THR que provavelmente o estúdio não exigirá exames médicos para fins de seguro às estrelas da Marvel.

O THR acrescenta que o estúdio está agora a fazer o luto pelo ator que era muito estimado e respeitado dentro e fora do ecrã enquanto enfrenta as realidades económicas de ter perdido a principal estrela de uma saga que vale mais de mil milhões de dólares e cuja personagem também estava destinada a aparecer noutros filmes do Universo Cinematográfico.

Entre as opções possíveis estão a substituição de Boseman, o que pode revoltar fãs e levar a inevitáveis comparações entre atores; ou tornar a irmã de T’Challa, Shuri (Letitia Wright), a nova Black Panther, seguindo histórias das bandas desenhadas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.