James Bond e o vilão estão com problemas de agenda para o seu grande confronto no próximo filme.

Segundo uma fonte do tabloide britânico The Sun, a produção está à procura de tempo para Daniel Craig e Rami Malek filmarem juntos no 25º filme.

Antes da explosão controlada que correu mal na semana passada, ferindo uma pessoa e causando danos importantes nos estúdios Pinweood em Londres, a rodagem do "Bond 25" foi suspensa temporariamente em maio quando Daniel Craig caiu e sofreu uma lesão no joelho que necessitou de operação.

Com a agenda carregada após a vitória nos Óscares com "Bohemian Rhapsody", a participação de Rami Malek como o grande vilão só foi possível após uma complexa negociação das agendas. A rodagem da quarta e última temporada da série de culto "Mr. Robot" levou mesmo o ator a falhar a apresentação oficial do elenco em França.

Agora, segundo o The Sun, os contratempos levaram ao adiamento do fim da rodagem de setembro para o fim de outubro ou início de novembro, um atraso que choca com o início de outro projeto de Malek e está a preocupar os produtores.

"Eles precisam encontrar tempo para o Daniel e o Rami filmarem juntos. Não é possível ter um filme Bond em que o 007 não fica cara a cara com o vilão, portanto é um pesadelo logístico completo", afirmou a fonte.

"Estão a ver toda a agenda outra vez e a fazer tudo o que podem para fazer funcionar, mas agora a produção vai atrasar ainda mais", acrescentou este membro conhecedor dos bastidores.

O "Bond 25" junta ainda no elenco Ralph Fiennes (M), Rory Kinnear (Tanner), Ben Whishaw (Q), Naomie Harris (Moneypenny), Léa Seydoux (Madeleine Swann) e Jeffrey Wright (Felix Leiter), além de Ana De Armas, Dali Benssalah, Lashana Lynch, David Dencik e Billy Magnussen.

A estreia em Portugal foi marcada para 9 de abril de 2020.