Charlize Theron arrasou Steven Seagal e a sua reputação no mundo das artes marciais durante uma entrevista virtual recente com Howard Stern.

A vencedora do Óscar contou que descobriu vídeos da antiga estrela de filmes de ação dos anos 1980 e 1990 como "Nico - À Margem" e "A Força em Alerta" no YouTube a praticar Aikido e não ficou  impressionada com o que viu.

A improvável "ligação" entre os dois foi descoberta quando o famoso apresentador lhe perguntou como se preparava para os filmes de ação como "Mad Max: Estrada da Fúria" ou "Atomic Blonde".

"À noite vou online ver lutadores ou pessoas a lutar e acaba-se sempre num vídeo esquisito do Seagal a 'lutar'  na Japão, mas ele não está a sério", contou.

"Ele está incrivelmente gordo e empurra as pessoas. Está gordo e mal consegue lutar... vão ver, é ridículo. Ele está a empurrar as pessoas pela cara. É tudo ensaiado", reforçou.

A atriz mostrou qualquer incómodo por falar sem filtro: "Não tenho qualquer problema em falar mal dele porque ele não é muito simpático com as mulheres, portanto vai-te lixar" (a linguagem original é mais explícita).

Naturalizado cidadão russo desde 2016, Steven Seagal tem um longo currículo de acusações de assédio e violação por várias mulheres, que se intensificaram a partir de movimento #MeToo.

Entre as que o denunciaram publicamente estão as atrizes Portia de Rossi  ( "Ally McBeal" e "Arrested Development") e Julianna Margulies ("Serviço de Urgência", "The Good Wife").

Steven Seagal foi processado duas vezes por acusações similares em 2001 e 2010. No primeiro caso, o ator não foi condenado e no segundo, a suposta vítima desistiu de sua ação. Outros ainda prescreveram por terem alegadamente ocorrido na década de 1990.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.