Numa mensagem nas redes sociais publicada na quarta-feira (1) que se tornou viral em poucas horas, o ator Ray Fisher acusou o realizador Joss Whedon de ter mantido um comportamento "grosseiro, abusivo, pouco profissional e completamente inaceitável" com atores e equipa técnica durante a rodagem de "Liga da Justiça", de 2017.

O ator que interpretava Victor Stone/Cyborg acrescentava que Jon Berg e Geoff Johns, respetivamente antigos co-presidente da produção do estúdio Warner Bros. e presidente e líder criativo da DC Entertainment, tinham "permitido" esse comportamento.

Ray Fisher não deu mais explicações sobre o que alegadamente terá acontecido e os seus representantes não responderam aos pedidos de esclarecimentos feitos pela imprensa especializada norte-americana.

Joss Whedon

De todos os visados, apenas Jon Berg reagiu, dizendo à Variety que era "categoricamente falso que tenhamos permitido qualquer comportamento pouco profissional".

"Recordo-me que ele ficou chateado por queremos que ele dissesse ‘Booyaa’, que é uma fala muito conhecido do Cyborg na série animada", acrescentou.

"Liga da Justiça" foi o filme que juntou os super-heróis do Universo Cinematográfico DC Comics: Super-Homem (Henry Cavill), Mulher Maravilha (Gal Gadot), Batman (Ben Affleck), Aquaman (Jason Momoa), Flash (Ezra Miller) e Cyborg.

Joss Whedon, realizador de "Vingadores" e "Vingadores: A Era de Ultron" para a Marvel, assumiu o comando após Zack Snyder deixar a rodagem por causa de uma tragédia familiar.

Segundo o próprio filho de Zack Snyder, a Warner Bros. terá exigido várias alterações e mais humor na história, além de que o filme tivesse uma duração de duas horas, o que terá levado a que muitas sequências fossem cortadas.

O filme que chegou aos cinemas foi uma grande desilusão e deixou muitos fãs zangados, com críticas à história banal, efeitos especiais de segunda gama, refilmagens e dois realizadores com visões claramente diferentes.

Isto levou os fãs a iniciarem uma campanha para "lançar a versão de Snyder", que acabou por ter sucesso: em maio foi anunciado que será lançada na plataforma HBO Max em 2021.

No início da semana, Ray Fisher já tinha agitado os fãs ao partilhar o vídeo da particupação dos atores na convenção Comic-Con de San Diego em 2017 em que elogiava Joss Whedn como um "excelente tipo" e que Snyder tinha "escolhido uma pessoa boa para vir, aperfeiçoar e acabar por ele".

"Gostaria de parar um momento para retirar convictamente tudo o que está nesta declararação", partilhou.

[

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.