No início de outubro, o CEO da Disney Bob Iger confirmou que Tom Holland fez um apelo de última hora e isso contribuiu para os estúdios Marvel e Sony se entendessem para fazerem juntos um novo filme do Homem-Aranha.

Agora, o ator revelou que estava com uns copos nesse momento tão importante.

No fim de agosto, apenas alguns dias após ter sido anunciado o fim da parceria entre a Disney-Marvel e a Sony que permitiu que o Homem-Aranha surgisse nos filmes dos dois estúdios, ele esteve na convenção da Disney D-23 e pediu o contacto para mandar um email a Bob Iger.

Numa conversa com Jimmy Kimmel, o ator confirmou que queria apenas agradecer "cinco anos espantosos" e terem mudado a sua vida, esperando voltar a trabalhar com o estúdio no futuro.

O CEO da Disney respondeu rapidamente a dizer que gostaria de falar com ele por telefone e perguntou quando é que estaria disponível.

"Não se dá um horário ao Bob Iger, diz-se 'Em qualquer altura, Bob'", explicou ao apresentador.

O momento surgiu dois ou três dias depois... precisamente quando a família toda estava num bar e ele com uns copos a mais e pouca comida no estômago.

"Recebi uma chamada de número desconhecido e tive um pressentimento 'Acho que isto é o Bob Iger... mas estou bêbado'. Mas o meu pai disse 'Atende, vai correr tudo bem!'", recordou.

No telefonema, o ator voltou a agradecer a oportunidade.

"E ele disse 'Existe um mundo em que podemos fazer isto resultar' e depois houve uma série de telefonemas para trás e para a frente", o que acabou por desbloquear
o impasse negocial.

A 27 de setembro surgiu um comunicado conjunto a confirmar um terceiro filme da Sony com Tom Holland a 16 de julho de 2021, produzido com a Marvel e a influência criativa do seu presidente, Kevin Feige, bem como o regresso do Homem-Aranha pelo menos para mais um filme no Universo Cinematográfico Marvel .

Kimmel quis saber se era verdade, como tinha dito Bob Iger, que ele tinha chorado.

"Chorei. Não, não chorei. Sim, aconteceu. Fiquei muito emocionado porque senti que estava tudo a chegar ao fim. Tínhamos um plano realmente muito bom com o que íamos fazer com a Sony, o futuro do Homem-Aranha ainda era muito radioso, mas teria sido uma pena tirá-lo do Universo Cinematográfico Marvel", reconheceu.

VEJA A ENTREVISTA.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.