Uns a seguir aos outros, os estúdios de Hollywood estão a voltar a adiar filmes por causa da COVID-19, tal como aconteceu no início da crise, entre março e início de abril.

A Paramount confirmou o adiamento de dois dos seus filmes mais importantes: "Um Lugar Silencioso 2" e "Top Gun: Maverick".

A estreia da sequela do filme de terror de John Krasinski com Emily Blunt começou por passar de 20 de março para 4 de setembro por causa da pandemia e agora foi colocado a 23 de abril de 2021; já a continuação de um dos títulos mais emblemáticos da carreira de Tom Cruise, que tinha sido adiado de 12 de julho para 23 de dezembro, foi colocado a 2 de julho de 2021.

O estúdio também anunciou que a sequela de "Sonic" para 8 de abril de 2022.

Um Lugar Silencioso 2

"Acreditamos sinceramente que não há experiência como ver filmes nos cinemas", refere o comunicado do estúdio, que destaca que não haverá lançamentos em streaming ao "enfatizar que estamos confiantes de que, quando chegar a altura, o público em todo o mundo apreciará novamente a alegria singular de ver os filmes da Paramount no grande ecrã".

As decisões foram anunciadas na mesma semana em que foram retirados os dois grandes "blockbusters" ainda no mapa dos lançamentos deste verão e em que se apostava para o relançamento dos cinemas ou, no caso dos EUA, a sua reabertura.

Algumas horas antes da Paramount, a Disney deixou sem data a versão em imagem real de "Mulan", que tinha adiado de março para agosto, e alterou as datas de outros lançamentos.

Na segunda-feira a Warner Bros. também retirou do calendário o muito aguardado "Tenet", um thriller de ação do realizador Christopher Nolan, mas assegurou que será lançado nos cinemas ainda em 2020.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.