A COVID-19 forçou Hollywood a adiar mais um grande filme de 2020 para o ano que vem: a sequela do grande sucesso "Halloween", de 2018.

A estreia nos cinemas de "Halloween Kills" já não será a 16 de outubro (um dia antes em Portugal), mas a 15 de outubro de 2021.

A notícia foi dada pelo próprio John Carpenter, que fez o clássico em 1978 ("O Regresso do Mal") e é produtor executivo destes novos filmes.

Em comunicado também assinado pelo realizador David Gordon Green, o mestre de terror dá a explicação esperada: a equipa do filme tem vindo a acompanhar as previsões sobre o regresso dos cinemas "com natural preocupação" durante a era da pandemia.

A conclusão é que manter a estreia em outubro seria "uma experiência de cinema comprometida" e "após avaliar as opções", foi decidido adiar um ano. Com uma vantagem: o estúdio Universal também fará um lançamento no formato IMAX.

O comunicado foi acompanhado do lançamento de um "teaser trailer" do filme agora adiado.

Em separado, o estúdio também alterou a estreia do terceiro filme, "Halloween Ends", de outubro de 2021 para 14 de outubro de 2022.

Jamie Lee Curtis, que continua a ser a grande estrela dos filmes, também partilhou a notícia e prometeu que a paciência dos fãs será recompensada.

"Estou tão desiludida como vocês. É uma obra-prima! A ESPERA vai valer a pena!", escreveu.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.