A Skydance Media pode ter achado que era um trunfo contratar para dirigir a sua divisão de animação John Lasseter, conhecido por transformar a Pixar de um pequeno departamento gráfico da Lucasfilm no estúdio de animação mais bem sucedido do mundo, mas há talentos que não querem ter nada a ver com ele.

Emma Thompson abandonou discretamente a animação "Luck" e segundo várias fontes ouvidas pelo The Hollywood Reporter e o The Wrap, foi pelas preocupações em trabalhar com o antigo chefe criativo da Disney e da Pixar, que deixou os estúdios no final de 2018 após várias denúncias de comportamento inapropriado.

A contratação de Lasseter foi anunciada a 9 de janeiro.

A animação de Alessandro Carloni (“O Panda do Kung Fu”), que deve chegar aos cinemas em 2021, é sobre uma guerra entre duas organizações, uma a representar a boa sorte [luck] e outra a má, que governam o mundo e secretamente afetam diariamenta a vida das pessoas.

Thompson seria a líder da primeira e embora ainda não tivesse começado a gravar os seus diálogos, já tinha estado presente em sessões da produção.

John Lasseter anunciou a sua demissão como diretor criativo da Disney em junho passado, após menos de um ano de licença, devido a uma série de denúncias sobre comportamentos com mulheres, nomeadamente "agarrar, beijar e fazer comentários sobre atributos físicos". Terá mantido um papel de consultor até ao fim de 2018.

A sua saída ocorreu no âmbito da onda de escândalos de abuso sexual que sacudiram Hollywood e que começaram com as denúncias de abuso contra o produtor Harvey Weinstein, que deram início a movimentos como #MeToo e Time's Up.