"Blue Story" foi banido das salas de dois exibidores em Inglaterra por razões de segurança após confrontos violentos.

O pior de todos envolveu cerca de 100 pessoas durante uma sessão no sábado à noite no cinema Star City, na cidade de Birmingham.

A polícia divulgou que foram apreendidas duas machetes e uma navalha. Cinco adolescentes foram presos e uma jovem de 13 anos e sete agentes sofreram ferimentos.

A Showcase Cinemas e a Vue retiraram "Blue Story" de todas as suas salas, o que foi criticado nas redes sociais, onde surgiram apelos de boicote. Continua em exibição noutros dois grandes exibidores, Odeon e Cineworld, com reforço das medidas de segurança.

Em comunicado esta segunda-feira, a Vue diz que a decisão for tomada após ocorrerem mais de 25 incidentes "significativos" nas primeiras 24 horas de exibição nas suas 60 salas, apesar de terem aumentado a segurança e cancelado as sessões mais tardias: "É o maior número que alguma vez vimos para qualquer filme num espaço tão curto de tempo".

O filme da BBC Films, que recebeu críticas positivas, conta através do rap a história de dois amigos de zonas diferentes de Londres que entram em conflito numa violenta guerra territorial entre gangues.

Nas redes sociais, o realizador e argumentista Rapman (Andrew Onwubolu) lamentou o incidente em Birmingham, comparando-o com outros envolvendo "Joker", acrescentando esperar que a culpa seja atribuída às pessoas e não ao próprio filme, que disse ser "sobre amor, não violência".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.