Se alguém ainda tinha dúvidas de que
Hugh Jackman era um entertainer excepcional, a apresentação da última cerimónia dos Óscares deixou os mais cépticos rendidos aos seus pés.

Embora o cinema lhe tenha divulgado apenas imagem de «action heroe» musculado, foi como estrela de musicais que o actor inicialmente se notabilizou nos palcos da Austrália. Porém, só na última cerimónia de entrega dos Óscares é que o mundo viu em directo o talento vocal e a presença em palco do intérprete. Resultado: as ofertas para protagonizar musicais têm chovido desde então.

Se a versão cinematográfica de
«Carousel», de Rodgers e Hammerstein, parece quase confirmada, e as negociações para a versão que
Andrew Lloyd Webber fez de
«Sunset Boulevard» também parecem ir no bom caminho, a notícia agora é a confirmação de Jackman como protagonista de um musical completamente original, sobre a vida do empresário teatral norte-americano
P.T. Barnum, um dois mais importantes «showmen» do século XIX.

O filme vai centrar-se não só na criação do espectáculo circense que tornou Barnum famoso mas também na sua paixão pela cantora
Jenny Lind, que Jackman gostaria que fosse interpretada por
Anne Hathaway, que fez um curto mas impressionante dueto com ele no número de abertura dos Óscares. Aliás, a produção vai estar a cargo de
Laurence Mark e
Jenny Bicks, o primeiro um dos produtores da última cerimónia dos Óscares e a segunda uma das argumentistas do mesmo espectáculo.

Ainda sem data prevista para o arranque da produção,
«The Greatest Shown on Earth» terá uma «banda sonora contemporânea», que poderá vir a ser escrita cantor
Mika, com quem a produção está actualmente em negociações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.