O maior e mais importante blogue de fãs da saga 007 apelou ao adiamento da estreia de "007: Sem Tempo Para Morrer" até ao verão por causa do coroanavírus.

Com a estreia marcada para daqui a um mês, a equipa do "MI6-HQ", que está por detrás de vários livros sobre os filmes e da revista "MI6 Confidential", pediu em carta-aberta aos produtores e distribuidores da saga para "colocarem a saúde pública" acima das "datas de estreia de marketing".

James Page, co-fundador do "MI6-HQ" e David Leigh, fundador do "James Bond Dossier", elogiam o adiamento das campanhas de promoção na China, Coreia do Sul e Japão, mas expressam também a preocupação de que a estreia internacional de "007: Sem Tempo Para Morrer" a 10 de abril (um dia antes em Portugal) irá prejudicar as receitas de bilheteira e colocar em risco os fãs que forem às concorridas sessões de cinema.

A carta-aberta recorda que vários países começaram a fechar vários monumentos, suspenderam a rodagem de filmes e outros eventos públicos, para conter o alastramento da epidemia.

Essa decisão afeta a Coreia do Sul, Hong Kong, Japão, Itália, França, e Suíça, que, recordam, contribuíram para 38% das receitas globais do filme anterior, "007: Spectre" (2015).

A um mês da estreia, os responsáveis notam ainda que a situação se irá agravar também nos EUA e que é provável que as salas fechem ou que caia a afluência no início de abril.

Recordam ainda que a estreia mundial é no Royal Albert Hall de Londres, que tem capacidade para mais de cinco mil pessoas, acima do limite autorizado para eventos públicos nos países afetados: "Apenas uma pessoa, que até pode não apresentar sintomas,  pode infetar o resto do público. Este não é o tipo de publicidade que alguém deseje".

O "MI6-HQ",  sugere o adiamento da estreia para o verão, uma altura que os especialistas preveêm que terá passado a pior fase da epidemia.

"É apenas um filme. A saúde e o bem-estar dos fãs à volta do mundo, e as suas famílias, é mais importante. Esperámos todos mais de quatro anos por este filme. Mais alguns meses não vai prejudicar a qualidade do filme e apenas ajudará os resultados de bilheteira para a despedida de Daniel Craig".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.