O ano começou mal para Johnn Depp, com "Alice do Outro Lado do Espelho" a cair com estrondo nas bilheteiras e ser ultrapassado em mediatismo pelo divórcio escandaloso com Amber Heard, e acaba pior: o ator volta a liderar a lista das estrelas de Hollywood que recebem um salário elevado para aquilo que rendem a quem lhes paga.

As contas são da revista Forbes e levam ainda em conta os péssimos resultados obtidos por "Transcendence: A Nova Inteligência" (2014) e "O Excêntrico Mortdecai" (2015): por cada dólar que lhe foi pago, Depp só rendeu 2,8.

Para o balanço desta lista contam os três últimos filmes lançados em mais de dois mil ecrãs até junho de 2016 em que os atores têm papéis de destaque, excluindo animações, comparando o orçamento que tiveram e as receitas obtidas a nível mundial. O valor a que se chega é dividido a seguir pelo salário estimado para assim chegar a um número final no "investimento".

Em segundo lugar nos que não merecem o que ganham, pelo menos pela análise objetiva dos números, está outra estrela habituada a salários de mais de 10 milhões de dólares: Will Smith só vale cinco dólares por cada um que recebe.

A culpa é principalmente do fracasso de "A Força da Verdade", que em vez de lhe dar uma nomeação para os Óscares lhe estragou o currículo nas bilheteiras. Felizmente, é provável que desça nesta má lista para o ano: como estreou em agosto, o bom balanço de "Esquadrão Suicida" ficou de fora.

O TOP 3 fecha com Channing Tatum, que apesar do sucesso razoável de "Magic Mike XXL", ainda "sofre" com o que aconteceu a "Ascensão de Júpiter" em 2015.

Seguem-se Will Ferrell, por "culpa" de "Zoolander 2", e George Clooney, ainda a recuperar do do fracasso de "Tomorrowland - Terra do Amanhã".

Apesar de ter feito um acordo exclusivo com o Netflix, Adam Sandler ainda entra nestas contas e fica em sexto lugar por causa principalmente de "Pixels". Mark Wahlberg está a seguir por conta de "The Gambler"e provavelmente estará ainda pior para o ano quando entrar na contabilidade o que aconteceu a "Horizonte Profundo - Desastre no Golfo".

Um sinal claro de que não basta olhar para os números surge com a presença de Leonardo DiCaprio em oitavo lugar: o ator exigiu um salário mais habitual em "blockbusters", na ordem dos 20 milhões de dólares, para "O Lobo de Wall Street" e "The Revenant". O retorno artístico, principalmente do segundo, foi considerável e os estúdios não parecem estar a queixar-se.

A lista fecha com Julia Roberts, por causa dos resultados anémicos de "O Segredo dos Seus Olhos", "Um Dia de Mãe" e "Money Monster", e Bradley Cooper, ainda prejudicado pelo fracasso brutal de "Aloha".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.