"Mad Max: Estrada da Fúria", o épico pós-apocalíptico com Tom Hardy e Charlize Theron, foi eleito o melhor filme do século XXI pela Empire.

A votação da revista de cinema britânica juntou as listas da equipa e de milhares de leitores e esta sexta-feira terminou a contagem decrescente dos 100 melhores filmes.

Nos lugares seguintes ficaram "O Senhor dos Anéis: A Irmandade do Anel" (2001), de Peter Jackson, "O Cavaleiro das Trevas" (2008) e "Inception" (2010), ambos de Christopher Nolan, e o Óscar de Melhor Filme "Moonlight" (2016), de Barry Jenkins.

Lançado nos cinemas em 2015, "Mad Max: Estrada da Fúria" foi o quarto capítulo da saga, sempre com o cineasta George Miller atrás das câmaras: tudo começou com "As Motos da Morte" em 1979, avançando a seguir as sequelas "Mad Max 2: O Guerreiro da Estrada" (1981) e "Mad Max : Além da Cúpula do Trovão" (1985), efetivamente fazendo de Mel Gibson uma estrela de cinema.

A nova encarnação de Max Max com Tom Hardy juntava-se a um grupo de rebeldes liderado por Furiosa (Charlize Theron), em fuga de uma Cidadela tiranizada por Immortan Joe, a quem algo insubstituível foi roubado. Exasperado com a sua perda, o Senhor da Guerra reunia o seu letal gangue e iniciava uma impiedosa perseguição com a mais implacável Guerra na Estrada de sempre.

O filme teve uma produção complicada, com as primeiras etapas em 1997. Planos para começar a rodagem em 2001 e 2003 foram adiados após os Atentados do 11 de Setembro e a Guerra do Iraque, respetivamente.

Após vários anos a marcar passo, as filmagens decorreram ao longo de vários meses em 2012 e após uma complexa pós-produção, a estreia mundial foi no Festival de Cannes em maio de 2015, onde foi aclamado como um dos melhores do ano.

Foi nomeado para 10 Óscares e ganhou seis, algo invulgar para o género. Embora a estatueta de Melhor Filme tenha sido atribuída a "O Caso Spotlight", a reputação tem aumentado ao longo dos anos, ao ponto de ser considerado um dos melhores filmes de ação de todos os tempos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.