Durante a apresentação das novidades em julho na convenção Comic-Con de San Diego, Kevin Feige já tinha avançado que um dos próximos filmes da Marvel, "The Eternals", seria "algo completamente novo e diferente para o Universo Cinematográfico" do estúdio.

Após a Expo D23, o maior evento anual para os fãs da Disney, que se realizou entre 23 e 25 de agosto na Califórnia, o presidente dos estúdios Marvel confirmou que haverá uma personagem abertamente gay.

"Ele é casado, tem uma família e isso é apenas parte de quem ele é", explicou Feige numa conversa no programa Good Morning America, sem revelar a identidade.

Embora a série "Agents of S.H.I.E.L.D." tenha em Joey Gutierrez um super-herói gay, até agora Valkyrie é a única super-heroína queer do Universo Cinematográfico Marvel: a atriz Tessa Thompson confirmou a bissexualidade da parceira de Thor.

Não existem referências nos filmes: imagens de uma mulher a sair do quarto de Valkyrie foram cortadas de "Thor: Ragnarok" (2017) porque o realizador Taika Waititi achou que iam desviar as atenções do objetivo principal da cena.

"The Eternals" será a adaptação da banda desenhada criada por Jack Kirby em 1976 que anda à volta dos superhumanos Eternos e o confronto com os extraterrestres Celestiais.

O elenco também se destaca pela diversidade, com Angelina Jolie (a feroz guerreira Thena), Richard Madden (o todo poderoso Ikaris), Kumail Nanjiani (Kingo, dotado de poderes cósmicos), Lauren Ridloff (o super rápido Makkari), Brian Tyree Henry (o inventor inteligente Phastos), Salma Hayek (a sábia e espiritual líder Ajak), Lia McHugh (a eternamente jovem Sprite), Don Lee (o poderoso Gilgamesh), Barry Keoghan (o solitário Druig), Gemma Chan (a protetora da humanidade Sersi) e Kit Harington (o não-Eternal Dane Whitman/Black Knight).

Realizado por Chloé Zhao, cineasta do aclamado "The Rider" (inédito comercialmente no nosso país), estreia nos cinemas nacionais em novembro de 2020.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.