A nova geração de dinossauros entrou para a história do cinema.

"Mundo Jurássico" chegou aos 1,522 mil milhões de dólares de receitas a nível mundial, ultrapassando os 1,520 de "Os Vingadores" para se tornar o terceiro maior sucesso de todos os tempos a nível comercial, sem levar em conta o efeito da inflação.

Apesar de ainda não ter sido anunciada, uma sequela de "Mundo Jurássico" está mais do que garantida.

Os sinais são claros: o filme realizado por Colin Trevorrow e com Chris Pratt e Bryce Dallas Howard é também apenas o quarto a ultrapassar os 600 milhões de dólares nos EUA (614,3) e vai nos 907,3 no mercado internacional.

No entanto, "Mundo Jurássico" terá mesmo de se consolar com o terceiro lugar: só falta estrear no Japão, pelo que não vai conseguir chegar aos 2,18 mil milhões de "Titanic" (1997) e muito menos aos 2,79 do campeão "Avatar" (2009).

Outros dois filmes de 2015 entraram no TOP 10 dos mais lucrativos de sempre: "Velocidade Furiosa 7" e "Vingadores: A Era de Ultron", respetivamente com 1,511 e 1,393 mil milhões.

Como referido, as posições não refletem o efeito da inflação: se assim fosse, os 614,3 milhões de "Mundo Jurássico" só davam para chegar a um modesto 28º lugar no mercado americano.

Aqui, o campeão, provavelmente eterno, é "E Tudo o Vento Levou": nas várias passagens pelas salas de cinema desde a estreia em 1939 teria arrecadado, se o preço dos bilhetes fosse atualizado, 1,640 mil milhões de dólares só nos EUA. Nos primeiros anos, terá sido visto pelo equivalente a um em cada dois americanos.

A nível mundial, de acordo com o Livro de Recordes do Guiness, as receitas seriam... 3,44 mil milhões de dólares.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.