Nicolas Cage está na fase final das negociações para fazer de si próprio num filme em que tenta arranjar um papel no próximo projeto de Quentin Tarantino.

O nível de abstração, a fazer recordar "Inadaptado" (2002), também com Cage, não fica por aqui: o Nicolas Cage de ficção em "The Unbearable Weight of Massive Talent" [literalmente "O peso insuportável do talento gigantesco"] fala ocasionalmente com a sua versão da década de 1990, que goza com ele por já não ser famoso e fazer demasiados filmes de segunda categoria.

Além de ter uma má relação com a filha adolescente, este Nicolas Cage também está pressionado pelas dívidas elevadas, pelo que aceita fazer uma aparição paga na festa de aniversário do membro de um cartel de drogas mexicano que é um grande fã e lhe quer mostrar um argumento em que anda a trabalhar.

Tudo isto chama a atenção da CIA, que recruta o ator para recolher informações.

A história faz referências a filmes anteriores dos anos 90 de Nicolas Cage, como "Morrer em Las Vegas" (1995), que lhe valeu o Óscar, "A Outra Face" (1997) e "60 Segundos" (2000).

O projeto é da autoria de Tom Gormican, que realizou o pouco visto "Aquele Estranho Momento" (2014), com Zac Efron, Michael B. Jordan e Miles Teller.

Segundo o The Hollywood Reporter (THR), o cineasta enviou o argumento a Nicolas Cage com uma carta a garantir que não estava a gozar à sua custa, mas antes se inspirava na grande admiração que tinha por ele.

O ator ficou convencido e comprometeu-se, bem como a sua produtora, com o projeto nas últimas semanas, que entretanto despertou grande interesse entre os estúdios de Hollywood: o THR avança mesmo que pode garantir a Cage um ordenado dos tempos em que fazia "Con Air - Fortaleza Voadora" (1997) e "O Tesouro" (2004).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.