A 4 de março, "007: Sem Tempo para Morrer" tornou-se a primeira grande baixa no cinema por causa da COVID-19, adiando a estreia de 1 de abril.

Na altura, os produtores do 25º filme passaram para 12 de novembro na Grã-Bretanha e o lançamento internacional a 25 de novembro.

O filme representa um dos maiores investimentos económicos de Hollywood para 2020, que precisa do mercado global no seu máximo potencial para ser um gigantesco sucesso de bilheteira.

Agora, Bond volta a ter a missão de salvar o mundo e agora também os cinemas: a dar uso aos instrumentais clássicos da série, o novo trailer lançado esta semana reforça a confirmação da estreia na era da pandemia, antecipada para 19 de novembro.

VEJA O NOVO TRAILER.

Como mostra o trailer com as cenas de ação a que a série nos habituou e revela a personagem, "o passado não morreu". As novas imagens são mais reveladoras do regresso de Christoph Waltz como o (aprisionado) Blofeld e principalmente Rami Malek como o novo vilão, além de Lashana Lynch como uma nova agente 00.

Segundo a sinopse oficial, no início da história Bond (Daniel Craig) deixou o serviço ativo e está a desfrutar de uma vida tranquila na Jamaica. Mas a sua paz termina rapidamente quando o seu velho amigo Felix Leiter, da CIA (Jeffrey Wright), aparece com um pedido de ajuda.

Uma nova missão passa por  resgatar um cientista raptado e torna-se muito mais traiçoeira do que o esperado, levando Bond a perseguir um misterioso vilão, Safin (Rami Malek), armado com uma nova tecnologia perigosa.

"007: Sem Tempo para Morrer" é o quinto filme de Daniel Craig como agente secreto e a sua anunciada despedida da série, após "Casino Royale" (2006), "Quantum of Solace" (2008), "Skyfall" (2012) e "Spectre" (2015).

O elenco inclui ainda Ana De Armas, Christoph Waltz, Ralph Fiennes, Naomie Harris, Ben Wishaw e Rory Kinnear.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.