As adaptações dos clássicos de animação para ação em imagem real deram à Disney uma série de sucessos de bilheteira nos últimos anos, mas a nova versão de "O Rei Leão" representa uma aposta ainda maior.

O filme, com um orçamento de 250 milhões de dólares e que está prestes a chegar aos mil milhões de receitas, é todo em animação fotorrealista.

Mas existe um plano real filmado em África, que o realizador revela que o "encaixou" com os 1490 criados por animadores e computadores "para ver se alguém iria perceber".

Jon Favreau partilhou a imagem, que corresponde ao primeiro plano do filme, que começa com "The Circle of Life".

"O Rei Leão" tem uma nova técnica: foi filmado por uma equipa tradicional de técnicos, mas que trabalhou num mundo virtual em três dimensões.

Este processo exigiu que os produtores e atores utilizassem capacetes de realidade virtual para "entrar" numa savana artificial, como num jogo de vídeo, para filmar cenas ou apenas ver versões em bruto das aventuras de Simba e seus amigos.

A imersão na realidade virtual permitiu que todos visualizassem o filme durante a rodagem e fizessem ajustes, como de iluminação, diretamente.

O novo filme chegou aos cinemas portugueses a 18 de julho e foi visto por 598.615 espectadores nos primeiros 11 dias.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.