Este ano, quebra-se essa regra: os cinco nomeados a Melhor Realizador correspondem precisamente às cinco fitas nomeadas a Melhor Filme.

E se
O Leitor foi a surpresa nas nomeações principais, o seu realizador
Stephen Daldry também é o nomeado surpresa nesta categoria, perfazendo o invejável currículo de ter sido nomeado a este troféu por todas as longas-metragens que realizou: antes deste, o cineasta já tinha dirigido
Billy Elliot e
As Horas, ambos nomeados ao galardão.

Apesar disso, nada invalida este ano que o troféu de
Melhor Filme e Melhor Realizador não vão para a mesma obra.

Os nomeados são todos, à excepção de
Ron Howard, cineastas que trabalham à margem do sistema de Hollywood, embora o namorem muitas vezes, como foi o caso de
David Fincher para este filme.

Danny Boyle e
Gus van Sant são, mesmo assim, os mais afastados da meca do cinema, principalmente o primeiro, que, embora esteja a reunir a maioria das preferências com
Quem Quer ser Bilionário?, é aquele que mais distante está de Hollywood, onde só trabalhou no enorme fracasso que foi
«A Praia».

Não é por isso improvável uma divisão de prémios em que
David Fincher receba o troféu de Melhor Realizador e
Quem Quer Ser Bilionário? o de Melhor Filme ou vice-versa.

De qualquer forma, é uma das categorias em que tudo parece estar mais em aberto.

NOMEADOS

Danny Boyle por «
Quem Quer Ser Bilionário»

David Fincher por «
O Estranho Caso de Benjamin Button»

Gus Van Sant por «
Milk»

Ron Howard por «
Frost/Nixon»

Stephen Daldry por «
O Leitor»

E o vencedor é...

Danny Boyle por «
Quem Quer Ser Bilionário»

Veja aqui os
vencedores de todos os Óscares.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.