Donald Trump queixou-se da vitória de "Parasitas" nos Óscares durante um comício no Colorado.

Aquele que um dia disse que o seu filme preferido era "Bloodsport" ("Força Destruidora" em Portugal), com Jean-Claude Van Damme, manifestou perplexidade por um filme numa língua estrangeira, com legendas, ganhar os prémios principais.

"A propósito, quão maus foram os Óscares, viram?", perguntou à multidão.

A seguir, o atual presidente dos EUA fingiu que era um apresentador dos Óscares: "'E o vencedor é, da Coreia do Sul'. O que raio foi aquilo? Já temos problemas suficientes com a Coreia do Sul no comércio e, além disso, dão-lhes o melhor filme do ano."

"Foi bom? Não sei", acrescentou, antes de  manifestar saudades de "E Tudo o Vento Levou", o Óscar de Melhor Filme em 1940, e "O Crepúsculo dos Deuses" (1950), que descreveu como exemplos de "grandes filmes".

"Pensei que era Melhor Filme Estrangeiro, certo? Melhor Filme Estrangeiro. Não, foi o Melhor... alguma vez isto aconteceu?", continuou.

A NEON, distribuidora americana de "Parasitas", reagiu quase de imediato nas redes sociais: "Compreensível. Ele não sabe ler".

O presidente também criticou o vencedor como Ator Secundário, Brad Pitt, que expressou apoio ao processo de "impeachment"contra si durante a cerimónia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.