Após ter desmentido em fevereiro uma acusação de ter molestado aos dois anos a filha transgénero, Valkyrie Weather, agora com 32, Rob Cohen está envolvido em novo escândalo sexual.

No sábado, o The Huffington Post publicou o relato de uma atriz que diz ter sido agredida sexualmente pelo realizador do primeiro "Velocidade Furiosa" (2001) e outros filmes comerciais importantes de Hollywood, como "Dragão: A Vida de Bruce Lee" (1993), "DragonHeart: Coração de Dragão" (1996), "XXX - Missão Radical" (2002) e "Um Vizinho Insuspeito" (2015).

Tudo terá acontecido em 2015, quando tinha 28 anos, num encontro para falar sobre um projeto para televisão que acabou por nunca avançar.

Encorajada a consumir álcool num restaurante ao pé do hotel onde estava o realizador, "Jane" revela ter ficado "confusa" e este tentou beijá-la.

"A precisar de dinheiro e entusiasmada com a oportunidade de carreira", revela que aceitou ir a outro bar com Cohen, ignorando as tentativas de sedução e comentários sobre a sua vida sexual.

Segundo o seu relato, "a próxima coisa que se lembra é acordar nua" numa cama e o realizador a agredi-la sexualmente.

Após vomitar na casa de banho e regressar à cama, Cohen tentou iniciar relações sexuais, mas parou quando "Jane" lhe pediu.

O The Huffington Post analisou documentos médicos que mostram que a atriz "procurou tratamento para agressão sexual após encontrar-se com Cohen" [...] e "duas pessoas próximas" confirmam que esta lhes contou o que tinha acontecido logo na época e outra vez um ano mais tarde.

Martin Singer, um advogado famoso que já defendeu outros homens na indústria acusados de conduta sexual imprópria, enviou um desmentido de 13 páginas ao Huffington Post antes da publicação do artigo, descrevendo a acusação como "um esforço para alimentar o frenesim 'MeToo' da comunicação social".

Singer salienta ainda que foi Cohen que insistiu que "Jane" saísse quando a reunião chegou ao fim.

O artigo revela que a atriz quis um pedido de desculpas do realizador, agora com 70 anos, após o escândalo Harvey Weinstein, mas o advogado diz que este pensou que era uma tentativa de extorsão.

Foi ainda divulgado que "Jane" e a filha do realizador conheciam-se por causa do projeto de TV que não avançou e após a denúncia de fevereiro, conversaram e a atriz decidiu avançar publicamente com a sua história para apoiá-la.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.