Em entrevista à revista de cinema Empire, o consagrado realizador Martin Scorsese afirmou recentemente que os filmes da Marvel "não são cinema", comparando-os antes a "parques de diversão", onde os atores se safam como podem.

"Não os vejo. Tentei, sabe? Mas isso não é cinema", garantiu à publicação. "Honestamente, o mais que posso pensar deles, tão bem feitos como são, com atores a fazer o melhor que podem dentro das circunstâncias, é parques de diversão", acrescentou. "Não é o cinema de seres humanos a tentar transmitir experiências emocionais e psicológicas a outro ser humano", concluiu.

As declarações do oscarizado realizador de “Taxi Driver” e “Touro Enraivecido” provocaram reações inflamadas não só de vários fãs dos filmes de super-heróis mas também de vários dos profissionais que neles trabalharam. O mais recente a responder foi o ator Samuel L. Jackson, que interpreta o agente Nick Fury nos filmes da produtora.

Na passadeira vermelha da inauguração do novo estudio de Tyler Perry, em Atlanta, Jackson afirmou que “é como dizer que o Bugs Bunny não é engraçado. Filmes são filmes. E também nem toda a gente gosta das coisas dele”. Segundo o ator, “há muitos ítalo-americanos que acham que ele não deve fazer filmes assim sobre eles. Toda a gente tem uma opinião, por isso está tudo bem. Isso não vai impedir ninguém de fazer filmes”.

Nos últimos dias, Scorsese teve outras reações aos seus comentários, a mais comentada das quais terá sido a de James Gunn, o realizador os filmes da série “Guardiões da Galáxia”, que exprimiu a sua opinião no Twitter na última sexta-feira: “O Martin Scorsese é um dos meus 5 realizadores vivos favoritos. Eu fiquei chocado quando as pessoas fizeram boicotes à “Última Tentação de Cristo” sem terem visto o filme. Fico triste que ele esteja agora a julgar os meus films da mesma maneira”, acrescentando no fim que “Dito isto, eu sempre adorarei Scorsese, estarei grato pelas suas contribuições ao cinema, e mal posso esperar para ver “O Irlandês”.

O mais recente filme de Martin Scorsese, "O Irlandês", não terá estreia comercial em sala em Portugal e ficará disponível na plataforma Netflix a 27 de novembro.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.