Cate Blanchett não esteve parada enquanto cumpria a quarentena por causa da COVID-19 na sua casa de campo, na Grã-Bretanha.

A 14 de abril, a atriz australiana dizia a Stephen Colbert que tinha perdido a noção do tempo, mas parece que também aproveitou para aceitar vários projetos de cinema de realizadores de prestígio que vão arrancar quando Hollywood regressar à atividade.

Segundo a Variety, no alinhamento estão os próximos filmes de James Gray ("A Cidade Perdida de Z", "Ad Astra") e Adam McKay ("O Repórter: A Lenda de Ron Burgundy", "A Queda de Wall Street").

Após recentemente ter sido divulgado o vídeo do encontro virtual onde se falou num dos filmes de James Gray que mais admirava ("A Emigrante"), a vencedora de dois Óscares vai entrar em "Armageddon Times", um retrato da juventude do futuro cineasta em Queens (Nova Iorque) e do estabelecimento de ensino privado que frequentou na década de 1980, o mesmo de Donald Trump.

Com Adam McKay o projeto será "Don’t Look Up" e é para a Netflix: estará ao lado de Jennifer Lawrence na história de duas astrónomas de pouca importância que decidem embarcar numa campanha mediática para avisar a Humanidade da aproximação de um asteróide que vai destruir a Terra.

Antes, Cate Blachett já tinha aceite participar na adaptação ao cinema do popular videojogo "Borderlands", num reencontro com Eli Roth, o realizador de "O Mistério da Casa do Relógio" (2018).

Por causa da pandemia, não é conhecido qualquer plano sobre o início da produção de qualquer destes projetos.

Atualmente, Cate Blachett pode ser vista na minissérie "Mrs. América", disponível na HBO Portugal.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.