No livro, com mais de 20 páginas, a autora narra a história de cinco mulheres que enfrentaram situações difíceis, por escolhas feitas no passado.

De acordo com a autora, as referidas historias contadas na obra são apenas fruto da sua imaginação, pois a vida em si é um drama, daí conseguir encontrar vários problemas em qualquer intriga, tristeza e criar uma história tão evolvente que dá a impressão de ser realidade, mas que no fundo não passa da imaginação de uma jovem que é tão dramática quanto às histórias que escreve.

Por sua vez, o responsável da Vivências Editora, Armindo Laureano, disse que Karen Pacheco é uma autora de um país com olhos no futuro, mas consciente do seu passado, diverso e rico nas suas expressões literárias e culturais.

“Um dos grandes privilégios de um editor é o de esculpir talentos como o da Karen Pacheco”, referiu Armindo Laureano. Karen Karina Miranda Pacheco nasceu a 13 de Maio de 1998, em Luanda.

Filha de Carmen Paulina Pimentel Miranda e Carlos dos Anjos de Carvalho Pacheco, frequenta o 4º ano do curso de Direito. Estiveram presentes na cerimónia, diplomatas, jornalistas, estudantes, familiares e amigos da escritora.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.