Vestidos com roupas de cor branca, rapazes e raparigas dançaram e vibraram ao som de Yuri da Cunha.

Em blocos muito bem arrumados, os bailarinos, mostraram a vontade de participar continuamente no Entrudo luandense, prestando o seu calor a maior manifestação cultural do país.

O Bloco Azul trouxe a mensagem da racionalização da energia, criticando os que mantêm as lâmpadas acesas quando não se necessitam da luz.

Os cantores angolanos Maya Cool e Margareth do Rosário foram o rei e a rainha, respectivamente, deste bloco de animação que tem 12 anos de existência.

Com a cor azul, a predominar nas vestes, também mostraram um nível de organização e uma actuação a preceito.

Já o Bloco Vermelho, que se apresentou com 1500 pessoas vestidas a vermelho, chamou à atenção sobre as atitudes que devem ser tomadas contra o HIV/Sida. O Lema foi: Neste carnaval proteja a vida e faça o teste para saber a situação serológica”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.