O facto foi revelado hoje, à imprensa, em Ndalatando, pelo director provincial da Cultura, David Buba, à saída de um encontro que juntou membros da Comissão Provincial Organizadora do Carnaval e administradores municipais adjuntos para a área política e social dos 10 municípios daquele  território.

Segundo o responsável,  o desfile provincial vai contar com a participação de 14 grupos carnavalescos e quatro blocos de animação.

Nesta  edição, quatro grupos carnavalescos estarão ausentes do desfile provincial  em  consequência  do avançado  estado de  degradação  das estradas que  ligam  à  cidade  de Ndalatando, palco do evento.

As  constantes  chuvas  que caem  naquela  região  tem  estado  a contribuir no agravamento do  estado das estradas..

Não obstante  a situação,  David  Buba  assegurou a realização dos desfiles municipais das classes “C” e “B”, nas sedes de cada uma dessas circunscrições.

Explicou que estão a ser criadas as condições para a realização exitosa do desfile provincial do carnaval, como a mobilização dos grupos e blocos de animação, enquanto o governo trabalha para reunir os recursos financeiros para a premiação dos quatro primeiros classificados e estimular os demais concorrentes.

“Os recursos estão a ser mobilizados a partir do orçamento que a comissão provincial propôs ao governo local,  bem como de pedidos de patrocínios de entidades singulares e colectivas”, salientou o responsável.

David Buba não adiantou o orçamento proposto pela comissão provincial do carnaval para a realização do desfile provincial, tendo apenas salientado que nos anos anteriores um evento do género podia consumir cerca de 15 milhões de kwanzas, mas que, devido a crise financeira que o país atravessa foi proposto um orçamento adequado ao actual contexto económico.

A Angop soube de uma fonte credível, que preferiu o anonimato, que o orçamento proposto ao governo para o evento é de cerca de três milhões e 500 mil kwanzas, um valor  que  ainda  está a  ser  analisado pelos  membros  do governo local.

Para a presente  edição  vão  participar  no  desfile provincial da classe de adultos três grupos do município do Cazengo, dois de Cambambe, enquanto Golungo Alto, Lucala, Samba Caju e Ambaca vão desfilar com um grupo cada, que se vão juntar aos restantes grupos apurados na edição de 2017.

Face a  insufiência  de  recursos, David Buba apelou aos administradores municipais no sentido de encontrarem, localmente, outros apoios de modo  a prestigiarem os actos locais.

Neste  encontro orientado pela vice-governadora provincial para a área política, social e económica, Leonor da Silva de Lima e Cruz, foram abordados aspectos ligados à organização da edição deste ano do carnaval.

Durante o encontro, os administradores municipais foram orientados a organizarem os desfiles municipais das classes “C” e “ B”, bem como a empreenderem esforços na mobilização de recursos locais para o efeito.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.