De acordo com o director do Gabinete local da Cultura, Turismo, Juventude e Desporto, José Albano Canombo, este ano o Entrudo, na classe de adultos, contará com a participação de representantes dos 11 municípios da província, sendo que o município do Huambo terá três representantes.

Esta é, segundo o responsável,  uma das inovações, com finalidade de tornar a festa popular mais provincial e competitiva, diferente dos anos anteriores em que os poucos grupos que competiam em adultos representavam um único município.

Na classe infantil, informou,  estão confirmados também 13 grupos, menos um que em 2018, representando os 11 municípios, enquanto para o desfile de dança tradicional este ano apenas inscreveram-se três grupos, de igual número de municípios, contra os 11 anteriores.

Em cada uma das categorias em disputa, adulto, infantil e dança tradicional, informou, serão premiados os três melhores classificados, anunciando que em adulto o valor vai de 900 mil kwanzas, para o 1º, 800 para o 2º e 700 mil kwanzas para o 3º classificado.

Em infantis o 1º vai receber 700 mil, 600 mil para o 2º e 500 mil para o 3º classificado, enquanto na categoria de dança tradicional o prémio vai de 300 mil kwanzas, para 1º, 250 para o 2º e 200 mil kwanzas para o 3º colocado.

José Albano Canombo anunciou que este ano os vencedores só serão anunciados um dia depois do desfile, para que o jurado tenha tempo suficiente para avaliar e trabalhar sem qualquer pressão.

Em 2018 venceram o desfile do carnaval, nesta região do país, os grupos Ecos da Gruta, do município do Cachiungo, em adultos, Fogo da Paz, do município da Chicala-Cholohanga, em infantil, e Tuyula, do município da Caála, na classe de dança tradicional.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.