Falando à Angop, o rosto promocional do carnaval, disse que o convívio deve ser festejado com paz e alegria.

Yola Semedo acrescentou que as famílias angolanas precisam da animação cultural, face as transformações de âmbito económico e financeiro vigentes.

Na sua opinião, a maior festa cultural angolana deve contar com a participação activa da sociedade a partir de casa, das ruas e até à Nova Marginal.

“Sinto-me bastante honrada pelo facto de ser indicada, este ano, com o a Diva do carnaval  do meu pais”, sublinhou.