A informação foi avançada hoje, sábado, à imprensa, pelo director provincial da Cultura do Cuanza Sul, José Augusto, tendo referido que o sector dispõe apenas de cerca de um milhão e 500 mil kwanzas.

Considerou o valor insuficiente para suporta os gastos da realização do desfile provincial do Carnaval, nem para apoiar os grupos e premiar os vencedores.

Por isso, frisou, a decisão da comissão organizadora do Carnaval do Cuanza Sul foi de não realizar o desfile provincial do Entrudo.

Esclareceu que, apesar dessa medida, as administrações municipais estão orientadas no sentido de efectuarem os desfies carnavalescos locais.

Por sua vez, o coordenador do grupo "Água e Luz", Bento Capiango, lamentou a decisão da comissão organizadora do Carnaval de não realizar o desfile provincial e mostrou-se indignado com a atitude dos empresários locais pouco apoiarem a maior festa popular do país.

“Nós estamos tristes com essa decisão porque nos preparamos muito para o desfile provincial. A comissão organizadora do Carnaval devia criar mais mecanismo para encontrar um patrocinador para custear os prémios dos vencedores”, asseverou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.