Segundo o presidente da Associação do Carnaval de Malanje (APROCAM), Quimuanga Artur, que falava à Angop, a instituição já recebeu 8 milhões do referido valor e aguarda os restantes dois milhões e 200 mil kwanzas.

Para a festa do Entrudo deste ano, referiu, estão inscritos 35 grupos que já começaram a ser avaliados, sendo 18 na classe infantil e 17 na de adulto, provenientes dos municípios de Malanje, Luquembo, Cangandala, Mucari, Quela e Cambundi-Catembo, este último participará pela primeira vez.

Serão apurados 13 grupos em cada classe, mais seis em relação a 2018.

Na presente edição do Carnaval, o primeiro classificado, nas duas classes, receberá o prémio de um milhão de kwanzas, contra os 300 mil das outras edições, ao passo que o segundo e terceiro terão 800 mil e 700 mil kwanzas, respectivamente.

Quinhentos mil é o prémio do quarto classificado, enquanto o quinto vai receber 300 mil kwanzas.

Para além dos classificados, disse a fonte, serão premiados os melhores comandantes e melhor corte, bem como serão entregues prémios de participação.

Quimuanga Artur informou que este ano o Ministério da Cultura não vai apoiar os grupos com indumentárias, pelo que a associação vai entregar 150 mil kwanzas para cada grupo, de modo a cobrir tais despesas, com vista uma festa condigna.

Quanto ao critério de avaliação dos grupos, a responsável apontou a harmonia entre o enredo, música, dança e a indumentária, que devem ter sempre em perspectiva a preservação dos hábitos e costumes da região.

O Carnaval/2018 foi ganho pelo grupo Ana Marimba, na categoria de adultos, e União 4 de Fevereiro, na classe infantil.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.