O desfile de Luanda, marcado por intensa chuva, foi vencido pelo grupo União Recreativo do Kilamba, com 842 pontos, seguido pelo União Mundo da Ilha, com 840 pontos, enquanto no terceiro lugar ficou o União Njinga a Mbande, com 804 pontos.

O desfile de Luanda, teve cariz nacional, com a participação, sem o pendor competitivo, de grupos representantes das províncias de Benguela, Cabinda, Huambo, Cuanza Sul e Lunda Norte, cujo evento foi marcado por alegria, cor, música e dança.

A semana foi marcada ainda por um comunicado do Ministério da Educação, divulgado segunda-feira, que segundo o qual vinte mil novos professores nacionais serão admitidos este ano, em Angola, no quadro de uma iniciativa do Presidente da República, João Lourenço.

A medida surge na sequência da constatação de que os subsistemas de ensino Pré-escolar, Geral, Formação de Professores, Técnico Profissional e Educação de Adultos têm um défice de pelo menos 56 mil professores.

A lacuna deve-se a não contratação de novos professores nos últimos três anos, devido a crise financeira e económica por que passa o país.

Foi ainda manchete na semana a notícia avançada, quarta-feira, em Luanda, pela Ministra da Educação, Cândida Teixeira, de que o sector que dirige prevê distribuir em Abril, deste ano, mais livros do ensino primário de forma gratuita, embora sem avançar números.

Para este ano lectivo, lembrou, já foram distribuídos oito milhões de manuais, número irrisório para satisfazer a demanda, que é de 45 milhões de livros.