O grupo vencedor mobilizou 450 foliões e homenageou os feitos do governo na luta pela diversificação da economia, através da construção de várias infra-estruturas sociais e económicas.

Coube ainda o júri atribuir o prémio da melhor dança, comandante e melhor rainha, aos vencedores.

Em segundo e terceiro lugares  classificaram-se os grupos carnavalescos, do Ferrovia e Esperança da Comuna do Hoque com 182,5 e 172, respectivamente, num concurso em que participaram 18 conjuntos sendo seis de adultos e 12 infantis, dos 21 inicialmente previstos que desistiram por razões desconhecidas.

Foi ainda atribuído o prémio de melhor canção ao grupo carnavalesco Chipande do bairro Nambambe com 52,5 pontos. Foi também atribuído a menção honrosa ao grupo carnavalesco, Viquendi desta urbe, por representar as danças que caracterizam os traços culturais da região.

Já na classe de infantil, Estrelinhas da Montanhas do Cristo Rei revalidou o título ao totalizar 244,5 pontos seguindo dos grupos Muila da 1º de Dezembro e Piós da escola 193 da Mitcha com 218 e 61 pontos, respectivamente.

Levaram os prémios da melhor rainha, dança e comandante aos grupos, Samora Machel, Estrelinhas do Cristo Rei e 8 de Março da Tchavola com 52, 74 e 61 pontos respectivamente.

O grupo carnavalesco ouro Negro da Tundavala foi fundado em 2014 e conta já com três prémios ganhos em 2014 a altura da sua fundação, 2015 e 2016,  Estrelinhas da Montanha constituído em 2012 conta apenas com dois prémios sendo um em 2013 e o da presente edição.

O acto municipal do entrudo foi presenciado pelo governador, Joao Marcelino Tyipinge.

Presenciaram a respectiva actividade realizada sob o lema: "Com tradição, alegria, paz, democracia e unidade nacional, festejemos o nosso carnaval” mais de dez mil pessoas.

Este ano a Huíla não teve desfile provincial, optou-se pelos municipais, devido a dificuldades de ordem orçamental.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.