De acordo a responsável, que falava à Angop, a indumentária está a ser preparada pelos próprios, com recurso às fibras de raízes.

Questionada sobre a dança e música, disse que os idosos optam, na sua maioria, por ritmos da região, como a chianda, macopo, katchatcha, entre outros.

Até à data, 16 grupos carnavalescos estão inscritos na Direcção Provincial da Cultura, sendo oito infantis.

Para esta edição, a comissão preparatória do carnaval deliberou introduzir como inovação no Entrudo a premiarão até ao 5º classificado de ambas categorias (infantil e adulto).

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.