A Angop soube de fonte policial que a maior parte do efectivo pertence ao comando da divisão do distrito urbano da Ingombota, Unidade Operativa de Luanda, Polícia de Trânsito, Serviço de Bombeiros e de outras áreas afectas ao Comando Geral da Polícia Nacional, que trabalham em cooperação com outros órgãos de defesa e segurança, como a Polícia Militar.

Durante os três dias do evento, os efectivos da Polícia Nacional vão actuar em toda extensão da Nova Marginal e arredores, num raio de aproximadamente dois mil metros quadrados, bem como em locais de bailes de carnaval oficialmente autorizados pelas autoridades da Cultura e nas diversas ruas dos municípios e distritos da capital de Angola.  

Foram igualmente montadas várias esquadras móveis nos perímetros entre a entrada da Ilha do Cabo, Nova Marginal e bairros da Quinanga, Praia do Bispo e Bairro Azul.  

Contrariamente a edição de 2014, na área onde estão montadas as bancadas públicas e de imprensa, requalificada, não foi permitida a instalação de roulottes ou caravana.

“Estamos a coordenar a segurança, mas é bom que todos participem para se evitar anomalias", exortou a fonte.

Apelou à população no sentido de colaborar com as forças policiais, com vista a dançar o carnaval num ambiente calmo, devendo para isso cumprir com as instruções da polícia.

Segundo a fonte, o balanço policial do primeiro dia do certame foi positivo.  

O Entrudo de Luanda terá o seu ponto alto terça-feira com a apresentação da categoria A (adultos).  

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.