Em declarações à Angop, a propósito do carnaval que acontece em Fevereiro, o responsável disse ser necessário que o sector da Cultura continue a mobilizar a população a participar do carnaval de rua, para se ter uma festa digna e inclusiva.

Segundo o director, há necessidade de se resgatar, valorizar e divulgar mais os hábitos e costumes locais através do carnaval.

“A nossa população tem apenas estado nos desfiles comunais, municipais e provincial, mas devemos resgatar o nosso Carnaval de rua, no qual todo cidadão pode envolver-se", sublinhou.

Trinta grupos (da classe de adultos, da categoria infantil e blocos de animação) vão participar do desfile provincial do carnaval do Bié, dia 13 de Fevereiro, na Praça da Solidariedade, na cidade do Cuito.

O grupo Centro Geodésico, do município de Camacupa, conquistou, em 2017, o carnaval na província do Bié, na classe de adulto, enquanto na categoria infantil a agremiação Omala Va Soma Ekuikui-II, do Cuito, é o detentor do título.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.