Em declarações à Angop, o responsável disse que devem ainda apostarem em melhorar as indumentárias, para poder convencer o corpo de jurado, afirmado que não será possível apoiar os conjuntos com vestes e outros  adereços devido às dificuldades financeiras.

Os valores disponibilizados pelo Ministério da Cultura serão empregues apenas para prémios e a organização do Carnaval (decoração do Largo, aluguer do aparato sonoro, entre outras questões).

Vinte grupos carnavalescos vão desfilar no dia 13 de Fevereiro, no Largo do Primeiro de Maio.

O primeiro classificado na classe de adulto terá como prémio 500 mil Kwanzas, sendo que o segundo e terceiro 400 e 300 mil, respectivamente.

Enquanto a classe infantil, caberá ao primeiro classificado 300 mil Kwanzas e 250 e 200 para o segundo e o terceiro lugar.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.