Trata-se dos grupos Kabocomeu, Kiela, Dimba Dya Ngola, Etu Mudietu (na classe A) e o infantil Kazucuta.

A Angop aferiu junto dos grupos que já têm ensaiado há vários meses, estando nessa altura a limarem as últimas arestas para a disputa no dia D, com o desejo único de superarem a anterior classificação.

Os ensaios tê sido feitos no período compreendido entre às 18 e às 22 horas, de segunda a sábado, para a maioria das agremiações.

A inexistência de locais apropriados para o efeito tem obrigado a que alguns grupos a se preparem em plena rua, dificultando a circulação das pessoas, bem como perturbando os moradores.

Apesar de já terem recebido o apoio do Ministério da Cultura e da Associação Provincial do Carnaval de Luanda (Aprocal), os grupos ainda clamam por apoios financeiros.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.