O grupo, que participa pela primeira vez, foi criado em 2018, em Caxito, e exibiu-se no largo da Ingamba com o tema "C,ombate a Malária".

Obteve 241 pontos e ainda os títulos de melhor alegoria, bandeira e dança, levando como prémio 350 mil Kwanzas.

Em segundo lugar ficou o grupo Rainha Njinga Mbandi da Mifuma, com 216 pontos, que receberá 300 mil Kwanzas, enquanto os Cassulinhas da União Jovens Independentes do Kingungo, com 204 pontos,  ocupou o 3º lugar e leva para casa 250 mil Kwanzas.

O corpo de jurado, presido pelo director do INAC no Bengo, Luciano Chila, distinguiu igualmente o grupo Rainha Njinga Mbandi da Mifuma pela melhor corte e canção e União Jovens Independentes do Kingungo pelo melhor comandante.

O desfile ficou marcado por uma interrupção de cerca de 30 minutos para borrifar com água o recinto devido a intensa poeira no momento em que se exibia o grupo Cassules do Maringa do Caboxa, situação muito contestado pelo público presente no largo da Ingamba.

Na presente Carnaval infantil participaram quatro grupos (menos um em relação a 2018), nomeadamente Cassules do Maringa de Caboxa (Bula Mbunda), Rainha Njinga Mbandi, União Kilamba do Dande e União Jovens Independentes do Kingungo.

Na terça-feira, nove grupos carnavalescos da classe de adultos desfilam no mesmo local, tendo como objectivo a conquista do título de melhor do Carnaval 2019 na capital da província do Bengo.

O primeiro classificado na categoria de adulto receberá como prémio 500 mil Kwanzas, o segundo 400 Kz, enquanto o terceiro 350 mil Kz.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.