Em declarações à Angop, em Caxito, o director do Gabinete Provincial da Cultura, Turismo, Juventude e Desporto, Alexandre Costa, explicou que o Entrudo provincial será realizado no largo da Ingamba, em Caxito, com os vencedores dos desfiles municipais (com excepção do Dande que poderá ter um número maior de representantes).

Os desfiles municipais decorrerão entre 26 e 28 de Fevereiro para apurar os representantes dos seis municípios (Ambriz, Bula Atumba, Dande, Dembos, Pango Aluquém e Nambuangongo) da província no desfile central.

Revelou que o grupo carnavalesco União Dimatekeno, do município de Nambuangongo, vencedor da última edição do Entrudo no Bengo foi convidado pelo Ministério de Cultura para exibir-se no desfile central em Luanda.

No município do Dande, os grupos União Jovens independentes do Kingungo (o mais titulado do carnaval do Bengo), Bula Mbunda "Maringa de Caboxa" (o mais antigo) e União Kilamba, do Kijoão Mendes ultimam a sua preparação, tendo como foco a conquista do título de vencedor da edição 2019 do Carnaval no Bengo.

O comandante do grupo carnavalesco União Jovens independentes do Kingungo, Inácio Matias, disse estar confiante no trabalho de preparação e almeja melhorar a 5ª posição alcançada em 2018. Para tal, o grupo levará ao largo da Ingamba 515 integrantes, dos quais 300 adultos e 215 infantis.

O presidente do União Kilamba, do Kijoão Mendes, Lager Maria realçou que o modelo da realização dos desfiles municipais ajudará a melhorar e promover a competitividade entre os grupos carnavalescos.

Já o grupo carnavalesco Bula Mbunda "Maringa de Kaboxa" participará com 250 membros, sendo 150 para o desfile da classe infantil e 100 para os adultos, trazendo como novidades uma nova rainha e um novo comandante em substituição de em substituição da rainha Isabel Francisco, de 72 anos de idade, que dança o carnaval há 52 anos e do comandante Sebastião Miguel, de 72 anos de idade, que liderou o grupo desde 1968.