Em declarações à imprensa, durante a desfile dos grupos infantis, Isabel Nlandu Morena disse que a evolução dos 12 grupos, em relação as anteriores edições, foi notória desde a indumentária, coreografia, dança e canção.

 

“Hoje pode se ver crianças a fazerem coisas que antigamente só os adultos faziam, isso é resultado de uma boa orientação cultural”, ressaltou.

 

Enalteceu os responsáveis do sector da Cultura do município e os líderes das agremiações carnavalescas pelo trabalho realizado e o nível de organização demonstrado nesta edição do Entrudo.

 

Destacou os conteúdos temáticos exibido pelos grupos que realçam a preservação da cultura local.

 

“Conseguimos ver que a tradição do nosso povo está a ser bem salvaguardada, o que revela que os mais velhos estão a conseguir transmitir os bons hábitos e costumes locais às futuras gerações”, argumentou.

 

Apelou à classe empresarial da região no sentido de apoiar mais os grupos carnavalescos, para contribuírem no seu crescimento.

 

A edição 2015 do carnaval infantil em Mbanza Congo foi conquistada pelo grupo Yala-a-Nkuwu que receberá como prémio 500 mil kwanzas. Esta é a quarta conquista deste grupo, fundado em 2001.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.