O trabalho retrata a história de uma sociedade órfão de valores morais, cívicos e culturais.

Em declarações hoje, sexta-feira, à Angop, o director do grupo, Chance Elchadai, disse que, com a referida obra, o seu colectivo  pretende incentivar as pessoas a respeitar continuamente os valores éticos e morais.

Fez saber que o espectáculo fará parte da III edição do Circuito Internacional de Teatro (CIT), evento que decorre desde o dia  29 de Junho, com término previsto para o dia 17 de Setembro do corrente ano.

Fundado em Julho de 2013, através do grupo Carnavalesco Amazonas do Prenda, o Amazonas Teatro é detentor de vários troféus nacionais e internacionais.

Ao longo dos 5 anos de arte, o colectivo é constituído por 18 integrantes, com idade compreendidas entre os 25 aos 35 anos.

Já exibiu mais de sete peças, com maior destaque  para “A Matrícula”, “Lição no 61 a 75”, e "Apaixonadas por Engano".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.